quarta-feira, 18 de julho de 2012

Volks vai começar a operar CD em Suape

Navio com 200 Amaroks deve chegar até amanhã. Também está prevista carga com 600 SpaceFox

Pátio de veículos de Suape recebe é ocupado pela GM e deve operar com a Volks até mudança para Cais 4 (ALCIONE FERREIRA/DP/D.A PRESS - 4/6/10)
Pátio de veículos de Suape recebe é ocupado pela GM e deve operar com a Volks até mudança para Cais 4
O centro de distribuição (CD) da Volkswagen no Complexo Industrial Portuário de Suape, em Ipojuca, vai começar a operar. Está prevista a chegada de um navio contendo 200 Amaroks até amanhã, e posteriormente chegarão os primeiros SpaceFox. A mesma embarcação deverá trazer cerca de 600 automóveis Agile e Classic para abastecer o CD da General Motors (GM), que funciona no local desde maio de 2010. As informações são de uma fonte do setor.
Procuradas pela reportagem, nem a Volkswagen do Brasil nem a administração de Suape quiseram comentar o assunto. Entretanto, sabe-se que a empresa alemã está de olho em Suape desde 2008, quando em abril daquele ano um diretor da empresa esteve no Recife e anunciou que a montadora estava estudando a instalação de uma central de distribuição em Pernambuco, para atender ao Norte/Nordeste. Na época, o empreendimento estava orçado em R$ 12 milhões.
A visita foi repetida em maio de 2011. Executivos da Volkswagen sobrevoaram Suape e a área do pátio público de veículos e mais uma vez demonstraram interesse no negócio. A ideia inicial era a de que o CD da Volks dividisse espaço com um futuro CD da Fiat, no segundo pátio público de veículos que Suape está estruturando na retroárea do Cais 4, com quatro hectares. Como esse novo pátio só deve começar a operar no fim deste ano, a Volkswagen deverá utilizar o atual.
O Amarok, assim como o SpaceFox, é produzido na unidade da Volkswagen em General Pacheco, na Argentina, país membro do Mercado Comum do Sul (Mercosul). Entre outros modelos cotados para serem importados via Suape estão o Bora e o Jetta, produzidos no México, por causa do acordo bilateral que garante isenção da taxa de importação de 35%. Outra possibilidade, ainda que distante, é a importação do Touareg dos Estados Unidos.
Pátio
O pátio público de veículos de Suape possui 3,7 hectares e tem capacidade para 1,8 mil veículos, podendo movimentar de 20 mil a 25 mil automóveis por ano. Por enquanto, é ocupado apenas pela GM, que investiu cerca de R$ 30 milhões na operação. A partir de Suape, a montadora norte-americana abastece 49 concessionárias localizadas em Pernambuco e em outros 13 estados do Norte e Nordeste.
Quem presta o serviço logístico no pátio, contratada pela empresa Suape, é a Tegma, sediada em São Bernardo do Campo (SP) e líder no segmento de transporte de veículos zero quilômetro para a indústria automobilística. A tendência é a de que a Tegma continue prestando serviços quando do início de operação dos CDs da Volkswagen e da Fiat.
A operação da Tegma envolve atividades como atracamento dos navios, inspeção, transferência dos carros para o pátio, armazenamento, preparação dos veículos e carregamento, que é o embarque nas carretas. Um trabalho que envolve a mão de obra direta de 45 pessoas e mais cerca de 200 empregos indiretos a cada desembarque (portuários, transporte, logística etc.).
DIÁRIO DE PERNAMBUCO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email