quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Comitiva de empresários e representantes da Finlândia está em Pernambuco


Representantes do Governo finlandês, do setor produtivo e instituições de fomento, ensino e pesquisa, estão visitando Pernambuco até o dia 27 de janeiro. A visita tem como objetivo o estreitamento dos laços entre o Estado e aquele País nas áreas de Tecnologia da Informação, Naval e Offshore. Pretende-se criar um networking entre governos, universidades e empresas para gerar oportunidade de negócios, cooperação e criação de novas empresas.

Hoje (26), a comitiva visitará universidades pernambucanas e a Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Sectec). Um grupo visitará a UFPE e a UPE, onde discutirá a possibilidade de cooperação na área naval, entre outras. Enquanto isso, outro grupo se dirige a Sectec, para discutir cooperação na área naval, desenvolvimento de energia e inovação.

No dia 27, ocorrerá um workshop, no Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene).Na ocasião, a
comitiva fará uma apresentação da política nacional de inovação do seu País, inovação na indústria naval e nas universidades. Neste dia haverá a apresentação dos sistemas de inovação brasileiro e pernambucano e as
oportunidades de cooperação com o Governo local, visando a formação de mão de obra especializada para o setor em Pernambuco.

Economia- A Finlândia tem uma economia de mercado livre altamente industrializada, com um PIB per capita igual ao de outras economias europeias, como França, Alemanha, Bélgica ou Reino Unido. O maior setor da economia é o de serviços (65,7%), seguido pela fabricação e refino (31,4%), com pouca produção primária (2,9%).

As exportações para o Brasil totalizam cerca de US$ 550 milhões anuais, correspondendo a menos de 1% do
total.Segundo The Federation of Finnish Technology Industries, em 2010 os principais produtos exportados para o Brasil foram de natureza tecnológica (70%) e florestal (23%).

 POR PEINVESTIMENTO 

Fábrica de gases será instalada em Suape, em fevereiro

POR PEINVESTIMENTO

Unidade localizada em Suape

Imagem: Divulgação

A Indústria Brasileira de Gases (IBG) deve inaugurar, até o final de fevereiro, uma unidade fabril em Saupe. A produção inicial será de gás carbônico (CO2), que é utilizado principalmente na produção de bebidas, como refrigerante e cerveja.

A empresa, que é a única 100% brasileira, possui quatro fábricas em São Paulo e Goiás. A empresa já possuía uma filial em Recife, mas realizava apenas processamento. " Com a chegada em Suape, iremos agregar no mesmo espaço a nossa estação de enchimento e produção", afirmou Newton de Oliveira, presidente da indústria.

A nova unidade recebeu investimentos iniciais de R$ 10 milhões e ocupa uma área de 12 mil metros quadrados no complexo industrial portuário. Em uma segunda etapa, a empresa pretende produzir gases do ar (oxigênio, nitrogênio e argônio). A IBG vem investindo anualmente cerca de US$ 20 milhões em novos projetos fabris.

Follow by Email