quinta-feira, 9 de junho de 2011

Petrobras e PDVSA se reúnem para definir pendências sobre Refinaria Abreu e Lima

Os especialistas da Petrobras e da estatal venezuelana Petróleos de Venezuela (PDVSA) reúnem-se hoje e amanhã para retomar as negociações sobre o repasse de recursos para a construção da Refinaria Abreu e Lima. A Venezuela tem até agosto para fazer os aportes de recursos para se tornar sócia do Brasil na refinaria, que está sendo construída no Complexo Industrial Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho.

O assessor especial da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, confirmou hoje (6) que a data de agosto está mantida. A refinaria deverá custar R$ 26 bilhões. No projeto básico, as estimativas indicavam custo final de US$ 4 bilhões.

Dos R$ 26 bilhões, a Petrobras investiu R$ 7 bilhões na unidade e informou que encerra o pagamento de R$ 10 bilhões, financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), até agosto.

Pelo acordo existente entre a Petrobras e a PDVSA, a refinaria vai processar 230 mil barris por dia, sendo metade produzido na Bacia de Campos e metade vindo da Venezuela. A diferença entre esses dois tipos de petróleo obrigou a Petrobras a separar o processamento do óleo, o que encareceu a planta.
Da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email