quarta-feira, 25 de maio de 2011

Sobram vagas na área de construção civil para o projeto Novos Talentos

Segundo a secretária executiva de Trabalho, Ângela Mochel, ao todo, foram 59.582 inscritos; nas cidades de Serra Talhada, Salgueiro, São Lourenço da Mata e Arcoverde o índice de inscrições foi baixo

Da Redação do pe360graus.com

Reprodução / TV Globo

Foto: Reprodução / TV Globo

As inscrições para os cursos gratuitos nas áreas de indústria, comércio e turismo, oferecidos pelo projeto Novos Talentos, da Secretaria de Trabalho do Estado, terminaram no último domingo (22), mas nem todas as vagas foram preenchidas. Foram oferecidas 5,1 mil vagas para jovens e adultos, com aulas nas unidades do Senai e do Senac em 15 municípios de Pernambuco.

De acordo com a secretária executiva de Trabalho de Pernambuco, Ângela Mochel (foto), nas cidades de Serra Talhada, Salgueiro, São Lourenço da Mata e Arcoverde o índice de inscrições foi baixo. "Cumprindo o edital, a pessoa que não se inscreveu até o domingo, a gente vai preencher através do banco de dados da Agência do Trabalho. As vagas voltadas para construção civil que sobraram, foram as que tiveram o índice menor. Talvez porque no Interior tenha uma dificuldade de acesso à internet. A gente vai fazer um diagnóstico para saber o que aconteceu."

Ela explica que a Agência do Trabalho pode fazer a seleção somente com as vagas que não tiveram o número completo atingido. "Fica como se fosse um banco de reserva. No momento que você não tiver o número total de alunos na sala, esse banco serve para completar essa turma", diz Ângela.

A seleção, lembra a secretária, é por ordem de inscrição. "Hoje, às 14h, a gente deve estar colocando a listagem das turmas formadas, para a pessoa verificar como é que ela deve comparecer, em que local... Esse comparecimento será nas escolas, já inscritas, ela vai à escola a partir do dia 25 e 26 para efetuar sua matrícula", afirma Ângela.

Ao todo, foram 59.582 pessoas inscritas. "Esse foi o primeiro curso que a gente disponibilizou, a gente usou um modelo que a gente tinha feito na época do Estaleiro, em 2007. E a gente, agora, vai usar esse tipo de forma de inscrição. Houve uma concorrência enorme, principalmente dos jovens. Até agora não há uma decisão sobre o que vamos fazer com o restante. Esse é um banco de reservas para esses cursos", explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email