quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Localfrio compra 4 empresas em Suape

O grupo paulista Localfrio – especializado em solução logística integrada – desembarca no mercado de Pernambuco, apostando na aquisição de quatro empresas no Complexo de Suape. A compra da Suata Terminais, Atlântico Terminais, Suata Transportes e Suata Log vai permitir um ganho de R$ 100 milhões no faturamento anual do grupo, que fechou em R$ 200 milhões em 2010. A companhia não divulga o valor da transação, por conta de uma cláusula de confidencialidade no contrato de compra e venda, mas pelos preços praticados hoje em Suape – uma das áreas de negócios mais cobiçadas do País – dá para estimar que o investimento foi alto.

O presidente do Grupo Localfrio, Marcelo Orpinelli, conta que a negociação não foi fácil. Do namoro até a concretização do negócio, que precisou ser aprovado pela Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça, foram seis meses de muita conversa. Prestes a completar um ano no cargo, em março, Orpinelli foi contratado com a missão de dobrar o faturamento do grupo em cinco anos, passando de R$ 200 milhões em 2010 para R$ 400 milhões em 2015. Pelo ritmo acelerado dos negócios deverá entregar o desafio cumprido já em 2012. "Aí vão me encomendar uma missão mais difícil", brinca.

"Para conseguir alcançar essa meta, a estratégia mais eficiente seria apostar na aquisição de operações já consolidadas, em vez de acreditar num crescimento orgânico. Quando decidimos mirar em Pernambuco estávamos atentos ao que está acontecendo no Estado, onde a economia cresce acima da média nacional e o Porto de Suape é o grande polo de investimentos", analisa. Além da aquisição das quatro empresas, o executivo adianta que está prospectando outros negócios no Estado. No âmbito local, a empresa já conta com clientes como Petrobras e PetroquímicaSuape. A empresa quer oferecer aos clientes uma solução integrada, que permita a movimentação de carga do navio até a porta da empresa.

Apesar do nome Localfrio, que pode remeter a carga refrigerada, numa referência à fundação da empresa (que começou como um armazém frigorífico), o grupo oferece serviços de movimentação e armazenagem de carga geral, refrigerada, congelada e seca, além de produtos químicos, contêineres e cargas especiais de pequeno e grande porte.

A importância que Pernambuco passará a ter nos negócios do grupo pode ser medida pelo plano de investimento previsto para este ano. Do total de R$ 40 milhões que serão aportados pela companhia, R$ 20 milhões serão destinados ao Estado. O dinheiro será aplicado na aquisição de 30 novos caminhões para reforçar a frota atual de 80 veículos da Suata Transportes, além de melhorar a infraestrutura dos terminais, com a construção de pátios e armazéns.

Nas aquisições em Suape, além de operações já consolidadas (veja arte ao lado), a Localfrio também comprou novos negócios, como a Suata Log, que ainda está em fase de construção. Localizada em frente ao terreno da Refinaria Abreu e Lima, nas proximidades da Mossi & Ghisolfi, a área de 98 mil metros quadrados terá pátios e armazéns. A ideia é iniciar a terraplenagem e concluir o primeiro dos três armazéns (cada um com 10 mil m²) num prazo de 10 meses.

Fonte: Jornal do Commercio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email