terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Moura pode construir nova indústria em Suape

A Moura pode construir uma segunda unidade industrial em Pernambuco, desta vez no Complexo Industrial Portuário de Suape. A ideia é fornecer um outro tipo de autopeça, que não seja a bateria, para a fábrica da Fiat. As conversas já foram iniciadas entre as duas empresas, mas ainda não há definição sobre o tipo de componente nem sobre o valor do investimento.

Há 32 anos, a Moura é parceira da Fiat, equipando 70% dos veículos da montadora. Foto: Renata Victor/Divulgação - 1/7/10A pernambucana é parceira da montadora italiana há 32 anos e equipa cerca de 70% dos carros Fiat fabricados no Brasil. Na Argentina, 100% dos automóveis saem da fábrica da Fiat em Cordoba equipados com as baterias Moura. ´O jogo está aberto. A Fiat quer que a Moura se candidate a fazer outros tipos de componentes para atender à nova fábrica em Suape. Diante do pleito de um cliente tão importante, decidimos trabalhar o assunto`, diz o presidente executivo da Moura, Sérgio Moura.

O executivo lembra que a política da Fiat é incentivar a formação de um cinturão de fornecedores de peças em torno de suas fábricas. É assim em Betim (MG), onde a Fiat mantém uma unidade desde 1976. E será assim em Suape, local escolhido para sediar a segunda fábrica da italiana no Brasil. Segundo o governo do estado, cerca de 50 fornecedores deverão se instalar ao redor da planta em Suape.

Sérgio, entretanto, afirma que nem o fornecimento de baterias a esta nova planta foi definido ainda. ´Ainda não sei se seremos um desses sistemistas em Pernambuco, mas estamos nos habilitando e é natural que a parceria se repita aqui. Até mesmo porque a Moura é o único fornecedor da Fiat no Nordeste. Nossa interação é muito forte`, justifica.

Nesse caso, haveria uma vantagem logística grande, já que a fábrica da Moura em Belo Jardim está situada a apenas 200 quilômetros de Suape. A Moura possui cinco plantas industriais (Belo Jardim-PE, Lauro de Freitas-BA, Betim-MG e Itapetininga-SP), dois centros técnicos e logísticos e mais de 60 centros de distribuição comercial, além de um centro técnico avançado na Argentina e unidades independentes para atender toda a região do Mercosul e parte do continente europeu.

A fábrica da Fiat em Suape teve sua pedra fundamental lançada no dia 28 de dezembro. O investimento estimado é de R$ 3 bilhões, com possibilidade de gerar 3,5 mil empregos diretos. A capacidade da montadora, que começa a operar em 2014, será de 200 mil carros/ano. O investimento faz parte de um pacote de R$ 10 bilhões anunciado no ano passado, dos quais R$ 7 bilhões serão utilizados para ampliar a unidade de Betim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email