sábado, 11 de dezembro de 2010

Obras da siderúrgica de R$ 1,5 bi começam no próximo ano no Cabo de Santo Agostinho

A partir do próximo ano começam as obras da primeira siderúrgica destinada a laminados planos do Nordeste. Investidores e Governo do Estado assinaram na noite desta sexta-feira (10) protocolo de intenções para instalação da Companhia Siderúrgica Suape (CCS), no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife. O empreendimento terá capacidade de produzir cerca de um milhão de toneladas por ano de aços planos laminados a quente, a frio e revestidos. A previsão do início da produção de aço é 2014. Mais de três mil empregos serão gerados durante as obras. Quando estiver em funcionamento, serão 800 vagas diretas e 2,3 mil indiretas.


O investimento de mais de R$ 1,5 bilhões será feito pela Cone S/A (formada pelos sócios da Moura Dubeux Engenharia e pelo Fundo de Infraestrutura/FGTS, gerido pela Caixa Econômica Federal), pela multinacional de Luxemburgo Trasteel Internacional e pela brasileira Fábrica Participações. O empreendimento conta também com parceiros como a Danielli, uma das maiores fabricantes de equipamentos siderúrgicos do mundo e a Metal Data, maior consultoria de projetos e estudos de viabilidade do setor no Brasil.

Os investidores levaram em conta o desenvolvimento do Norte e do Nordeste do Brasil para instalar a siderúrgica no Complexo Industrial e Portuário de Suape. Hoje, de acordo com o diretor executivo CSS, Ricardo Antunes, as indústrias situadas nessas duas regiões precisam importar mais de 60% de sua demanda de aço, enquanto a média nacional é de 25%. "Em seis anos o consumo de aço aumentou 50%. Estamos rapidamente consumindo nossa capacidade e toda a produção nacional se concentra no sul do País. O potencial de crescimento do Nordeste é muito grande", pontuou. Antunes estima que o consumo de aço poderá triplicar até 2020.


Foto: Eduardo Braga/SEI/Divulgação


A Companhia Siderúrgica Suape atenderá majoritariamente os mercados das regiões Norte e Nordeste. Em 2009, a capacidade instalada no Brasil para a produção de aço bruto/ ano é de cerca de 43 milhões de toneladas. As previsões são de que em 2012 o consumo de aços laminados a quente e a frio, nas regiões Norte e Nordeste, seja de cerca de 1 milhão toneladas.

Em 2014, quando a CSS entrar em funcionamento, essa demanda será de mais de 1,2 milhão de toneladas/ano e, mantida a atual participação, as importações desses produtos para atender o crescimento das regiões Norte e Nordeste, poderá superar 700 mil toneladas. É pensando neste mercado que os investidores apostam na implantação da CSS. A Companhia Siderúrgica Suape
terá capacidade na sua fase inicial, em plena operação, de produzir cerca de 800 mil a 1 milhão de toneladas. Com isso, contribuirá para uma redução no nível de importação de ações laminados a quente e a frio, evitando a saída de divisas do país e reforçando ainda mais a economia de Pernambuco.

O consumo de aço, devido ao crescimento contínuo da economia, vem aumentado de forma considerável no Brasil, em especial o de aços planos. Hoje, a capacidade instalada no país é de 29 milhões de toneladas/ano de aços planos, sendo 20 milhões de aços laminados prontos para o consumo final. Além disso, toda a produção é concentrada no Sudeste.

Ao invés de iniciar pela fase de maior impacto ambiental, a CSS começará pela zona de processamento de aços, passando às etapas de laminação a quente e a frio, seguida pela galvanização, que tem maior valor agregado e prazo de implantação
mais curto.

A produção da siderúrgica visa atender a demanda regional de aço para a construção civil, linha branca - fogões e geladeiras -, máquinas e equipamentos, indústria naval e automobilística.

"Este é um passo estratégico fundamental. É uma luta de muitas décadas. Há mais de 50 anos que se fala numa siderúrgica para ajudar diversas outras indústrias que usam o aço. É estratégico este investimento. É transformador da nossa economia. É central para a competitividade do nosso Estado e atrás de um investimento desses vêm muitos outros", comemorou o governador Eduardo Campos, que aproveitou a cerimônia para pedir celeridade à Assembleia Legislativa para a doação de terreno em Suape para a CSS.

Blog Jamildo

Um comentário:

  1. [b] Preciso de um Email, para mandar... um anexo, de todo prospecto, georeferenciado, e ofertar... se compromisso... uma JAZIDA de minério, ccidade de minas gerais, Valor esse de 1.500.000.000,00, ( Um Bilhão e Quinhentos Milhões )

    Atenciosamente,

    John Lennon,
    Nogócios Imobiliários.
    fone, +55(91) 30862671 / 81355850 / 88442258.
    Email: johnlennonverde@gmail.com
    Site : johnlennonimoveis.com.br

    ResponderExcluir

Follow by Email