quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Segunda usina térmica desembarca em Suape

Segunda usina térmica desembarca em SuapeEmpreendimento do Grupo Bertin vai gerar 300 novos postos de trabalho na regiãoInvestimento em torno de R$ 2,5 milhões e a geração de cerca de 300 novos empregos. Esses são os números do novo empreendimento que deve aportar em Suape nos próximos dias. O complexo portuário vai ganhar a sua segunda usina termelétrica, desta vez, do grupo paulista Bertin. A térmica ocupará 100 hectares em Suape, próximo ao parque de tancagem, e ficará pronta em 2012. Terá capacidade para gerar 1.450 megawatts (MW).Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho, esse será o "maior projeto na área de energia de Pernambuco", que está sendo analisado pela administração do porto e pela Secretaria da Fazenda. Ele disse ainda que o Estado tem criado um polo de geração de energia em Suape, explicando que, somando a Termopernambuco (do Grupo Neoenergia), Suape II e a nova usina, a região terá uma capacidade de geração superior a dois mil megawatts. Se as três termelétricas de Suape gerassem tudo o que podem produzir simultaneamente, poderiam fornecer energia equivalente ao dobro do que Pernambuco consumiu ano passado.A primeira térmica anunciada pela Bertin no Estado foi a Energética Suape II, com capacidade para 350 MW. Só para comparar as duas usinas, a área ocupada pela primeira é de 25 hectares, um quarto do terreno que eles querem usar no projeto novo.Empreendimento do Grupo Bertin vai gerar 300 novos postos de trabalho na região

Investimento em torno de R$ 2,5 milhões e a geração de cerca de 300 novos empregos. Esses são os números do novo empreendimento que deve aportar em Suape nos próximos dias. O complexo portuário vai ganhar a sua segunda usina termelétrica, desta vez, do grupo paulista Bertin. A térmica ocupará 100 hectares em Suape, próximo ao parque de tancagem, e ficará pronta em 2012. Terá capacidade para gerar 1.450 megawatts (MW).
Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho, esse será o "maior projeto na área de energia de Pernambuco", que está sendo analisado pela administração do porto e pela Secretaria da Fazenda. Ele disse ainda que o Estado tem criado um polo de geração de energia em Suape, explicando que, somando a Termopernambuco (do Grupo Neoenergia), Suape II e a nova usina, a região terá uma capacidade de geração superior a dois mil megawatts. Se as três termelétricas de Suape gerassem tudo o que podem produzir simultaneamente, poderiam fornecer energia equivalente ao dobro do que Pernambuco consumiu ano passado.

A primeira térmica anunciada pela Bertin no Estado foi a Energética Suape II, com capacidade para 350 MW. Só para comparar as duas usinas, a área ocupada pela primeira é de 25 hectares, um quarto do terreno que eles querem usar no projeto novo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email