sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Engenharia civil: momento de construir o futuro

Engenharia civil: momento de construir o futuro


Com a chegada do RioMar Shopping, o bairro do Pina já está sendo alvo de crescente especulação imobiliária
Com a chegada do RioMar Shopping, o bairro do Pina já está sendo alvo de crescente especulação imobiliária
Foto: Divulgação

No começo deste mês, o grupo JCPM deu início à construção do shopping Rio Mar, centro comercial que promete ser o maior do Nordeste. Com a chegada do empreendimento, o bairro do Pina já está sendo alvo de crescente especulação imobiliária; uma nova paisagem começa a se delinear nos arredores. O fenômeno é apenas um exemplo de como a construção civil está retomando, contudo, uma robustez que vinha perdendo desde o início dos anos 80, quando teve início um longo período marcado pela falta de grandes investimentos no Brasil.

Hoje, no Grande Recife, o mercado está muito aquecido, sobretudo nos bairros da Zona Sul, como Boa Viagem, Pina, Piedade e Candeias. Se olharmos em volta, por todo o Estado, percebemos que a realidade é parecida, as obras estão em todo lugar. O município de Ipojuca, onde está concentrada a maioria dos novos empreendimentos de grande porte, é um grande exemplo do canteiro de obras que tem sido Pernambuco. Os investimentos estruturadores que chegam a Suape alavancam a procura dos mais variados tipos de engenheiros: naval, mecânico, de produção e, especialmente, o engenheiro civil. A profissão, uma das mais tradicionais do mundo, começa a acordar dos anos de adormecimento.

A profissão, uma das mais tradicionais do mundo, começa a acordar dos anos de adormecimento

Os números comprovam o crescimento do mercado. Em 2009, foi o segmento de maior incremento no Estado: 17,4%. Além disso, pesquisa elaborada pela revista O Empreiteiro, considerou o faturamento das construtoras de todo o País em quatro setores (construção, projetos e consultoria, montagem industrial e serviços especiais de engenharia) para eleger as 500 Grandes Empresas da Construção. O resultado desse ranking colocou a Pernambuco Construtora na posição de quarta maior construtora do Norte e Nordeste. O faturamento da empresa foi impulsionado pelas oportunidades abertas pelo Complexo Industrial de Suape. A empresa pernambucana foi responsável pela construção das fábricas da RM Eólica, espanhola que se instala no Estado.

Quem ainda não escolheu a profissão e pensa em enveredar pelos caminhos promissores da Engenharia Civil, inicialmente, é necessário ficar atento para o fato de que o engenheiro civil deve ter liderança, visão administrativa e capacidade de propor soluções inovadoras para lidar com as demandas frequentes do dia a dia, afora gostar das ciências exatas.  Além disso, o contexto atual exige um perfil dos profissionais mais preocupados com a sustentabilidade do meio ambiente. No caso do engenheiro civil, utilizando novos materiais e levando em consideração a necessidade de preservar e construir espaços verdes.

Fonte: JC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email