domingo, 21 de fevereiro de 2010

Suape apresenta projetos para assegurar verba

Primeiro porto brasileiro a enviar projetos para captação de recursos da segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), o Complexo Industrial e Portuário de Suape apresentou ontem os principais investimentos previstos para justificar a necessidade de receber até R$ 1,94 bilhão para obras de infraestrutura.

Ontem, o vice-presidente de Suape, Sidnei Aires, esteve em Brasília, na Secretaria Especial de Portos (SEP), apresentando a viabilidade financeira de empreendimentos como o Terminal de Granéis Sólidos da Ilha de Cocaia (com orçamento previsto de R$ 200 milhões e que exportará os minérios vindos do Piauí e do Rio Grande do Norte), o novo Terminal de Contêineres, a implantação do polo naval com a chegada de mais dois estaleiros (Galvão-Alusa e Schahin-Modec) e o terminal portuário da Transnordestina – que receberá frutas, grãos e gesso trazidos pela ferrovia.

"São empreendimentos cuja previsão de início das operações é 2012. Para isso precisamos estar com a infraestrutura pronta para atendê-los", explicou Aires. As obras em questão são a dragagem do porto interno e a construção de quatro novos berços de atracação (os cais 6, 7, 8 e 9). "Elas são exigidas pela demanda do mercado", acrescentou.

A previsão é que o PAC 2 seja lançado no final de março. Em novembro do ano passado, o governador do Estado, Eduardo Campos, marcou presença em Brasília para entregar os projetos das intervenções futuras em Suape. Na próxima semana, Campos estará novamente na capital federal para reforçar a campanha pelas verbas.

É que a SEP se reunirá com a ministra da Casa Civil e candidata a presidência da República, Dilma Roussef, para apresentar os projetos de sua alçada. (Jornal do Commercio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email