sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Lucro da Ultrapar sobe 20%

A Ultrapar fechou 2009 com um lucro líquido de R$ 467 milhões, resultado 20% superior se comparado ao do ano anterior. A geração de caixa medida pelo Ebitda foi de US$ 1,354 milhão, alta de 25% ante os US$ 1,01 milhão apurados em 2008.

No quarto trimestre de 2009, a Ultrapar apresentou um lucro líquido 119% maior quando comparado ao mesmo período de 2008, puxado principalmente pelo avanço do plano de integração da Texaco e pela aquisição de um terminal de granéis líquidos em Suape.

As receitas líquidas da companhia alcançaram R$ 36 bilhões, superando pela primeira vez o patamar de R$ 30 bilhões registrado em 2008. O valor de mercado encerrou 2009 em R$ 11 bilhões, 58% acima do verificado no ano anterior e o volume financeiro chegou as cifras de R$ 27 milhões por dia.

Diante do crescimento em 2009, a Standard & Poor´s elevou o rating da empresa para BBB- em escala global e brAAA em escala local e Moody´s manteve sua classificação de crédito em Baa3.

No final do ano passado, e empresa reduziu os custos de seu endividamento com a emissão de debêntures no valor total de R$ 1,2 bilhão, com o objetivo de dar maior flexibilidade financeira e aumento de liquidez para a companhia. A remuneração foi reduzida para 108,5% do CDI e o prazo alongado para dezembro de 2012. 

A Ultrapar atua no mercado de distribuição de combustíveis, por meio da Ipiranga e da Ultragaz, na indústria química, por meio da Oxiteno, e no segmento de logística para granéis líquidos, por meio da Ultracargo. Atualmente possui, através da Oxiteno, unidades industriais no México e na Venezuela e escritórios comerciais na Argentina, na Bélgica e nos Estados Unidos, além dos negócios no Brasil.

Fonte: Energia Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email