terça-feira, 25 de agosto de 2009

Refinaria processará 230 mil barris/dia

A Refinaria Abreu e Lima processará 230 mil barris de petróleo por dia a partir de 2011. A confirmação é dada pela Petrobras em resposta às dificuldades na contratação de empresas que devem trabalhar na construção da unidade de refino, localizada no Complexo Industrial Portuário de Suape. A estatal enfrenta acusações de superfaturamento para a execução de serviços por parte desses grupos. Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) informa que haveria um valor excedente de R$ 121 milhões em contratos que totalizam 2,7 bilhões.

Porém, a Petrobras faz questão de frisar que o atraso nas obras da refinaria é devido ao solo encontrado e às chuvas. "Um dos grandes desafios para sua construção, na fase de terraplanagem, é o tipo de solo da região. Parte dele é expansivo, ou seja, com grande variação de volume e mobilidade, por isso é mais difícil de se trabalhar. Somente após o início da obra verificou-se que a quantidade era maior que a prevista", explica nota oficial da companhia de petróleo.

"Soma-se a isso fatores como estação de chuvas e especificidades para implantação de uma refinaria. No entanto, o Tribunal de Contas da União (TCU) utilizou em sua auditoria os mesmos parâmetros usados para a construção de estradas. São critérios que a Petrobras entende que não se aplicam à terraplanagem de uma refinaria, obra muito mais complexa e com especificidades muito diferentes das de uma rodovia", diz o comunicado, negando a possibilidade de superfaturamento ou sobrepreço.

O último orçamento do investimento na refinaria é de R$ 4,683 bilhões, referente ao maquinário, terraplanagem, casa de força, entre outros.


Fonte: JC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email