segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Litoral Sul pode ter aeroporto

O Governo do Estado está interessado na construção de um aeroporto no Litoral Sul, que serviria tanto para receber turistas, como para atender à demanda do Porto de Suape. Existem dois projetos. O primeiro e mais adiantado foi elaborado pela Secretaria de Transportes (Setra), que desde novembro aguarda um sinal verde do governador Eduardo Campos para estudos mais concretos em Nossa Senhora do Ó, no município de Ipojuca. O gestor estaria aguardando a conclusão de uma outra proposta para instalação em Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, preparada pela administração de Suape, para tomar sua decisão.
A intenção da Setra é de que a implantação do aeroporto em Nossa Senhora do Ó aconteça aos poucos, com conclusão definitiva em 20 anos. Os investimentos iniciais, no valor de R$ 65 milhões, contemplariam uma pista de 2,8 mil metros, capaz de atender 3,5 mil voos por ano, o que resultaria em 775 mil turistas dentro do mesmo período. Com todo o projeto implementado, o número investido sobe assustadoramente: mais de R$ 1 bilhão. Dependendo dos incrementos na região, a todo o vapor o local teria duas pistas de três mil metros com capacidade para 11 mil voos e 2,5 milhões de passageiros por ano.
A área demarcada para a construção fica a 37 quilômetros (em linha aérea) do Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, no Recife. No entanto, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) determina que a distância entre os sistemas de pouso e decolagem seja de no mínimo 50 quilômetros. "Como ele tem outra finalidade, de Turismo e atendimento à Suape, além de servir como um aeroporto auxiliar ao da Capital, não há nenhum problema. Até porque vai ser controlado pelo mesmo Cindacta (Centro Integrado de Controle do Espaço Aéreo)", explicou o gerente do Sistema de Aeródromos Estaduais da Setra, Mauro Jordão.
As próximas etapas seriam os estudos topográfico e geotécnico, a criação do projeto executivo e a elaboração do Plano Diretor. Para isso, o Governo do Estado teria que desembolsar cerca de R$ 1,5 milhão. Segundo o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, a construção de um novo aeroporto em Pernambuco consta no Plano Plurianual da União (PPA) para os anos de 2015 e 2019. O PPA tem como referência o Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT). "A previsão pode ser antecipada. A contrapartida do Estado é adquirir o terreno, fazer os estudos e o projeto executivo. Liberaremos isto ainda neste Governo", assegurou o secretário.
Fonte: Folha de Pernambuco 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email