sexta-feira, 19 de junho de 2009

Tecon Suape amplia pátio de contêineres

A presidente das Filipinas, Gloria Macapagal Arroyo, chega a Pernambuco na próxima segunda-feira, à noite, para dar início à sua primeira visita de Estado ao País, que é também a primeira de um presidente filipino desde 1960. No mesmo dia, Gloria terá um jantar com o governador Eduardo Campos e na terça, pela manhã, inaugura o novo pátio de armazenagem de contêineres do Tecon Suape – o principal investimento de um grupo filipino no Brasil, o International Container Terminal Service (ICTSI), que aplicará US$ 125 milhões em Pernambuco até 2011 na implantação de novas operações e equipamentos e na ampliação de áreas. Só esta ampliação, que terá 70 mil metros quadrados (m²) e irá absorver todos os 300 mil m² da área arrendada pelo Tecon Suape ao governo do Estado, recebeu em 2001 US$ 10 milhões dos US$ 75 milhões investidos no Brasil.

Na última terça-feira, numa reunião com o presidente do Tecon Suape, Sérgio Kano, na Embaixada das Filipinas, em Brasília, a embaixadora das Filipinas no Brasil, Teresita Barsana, destacou o estreito relacionamento do seu país com Pernambuco, graças à presença do ICTSI. "A partir da visita presidencial poderá haver uma aproximação ainda maior com o Estado", afirmou.

Tudo vai depender dos acordos que deverão ser assinados entre o Brasil e as Filipinas, focados nas áreas de agricultura e bioenergia e que ainda passam por acertos finais. Acompanhada de empresários e de ministros da Agricultura, Indústria e Comércio Exterior, Relações Exteriores, Energia e Desenvolvimento Social, a presidente Gloria Arroyo viaja à Brasília, após a inauguração, onde terá encontros com o presidente Lula e com os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado. No dia 25, ela encerra a visita no Rio de Janeiro.

A embaixadora destaca o acerto de um acordo guarda-chuva entre os ministérios da Agricultura dos dois países, que irá se desdobrar em convênios com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Instituto de Desenvolvimento da Agricultura das Filipinas, e um outro com o Centro de Tecnologia Canavieira, de São Paulo. "O Brasil é um dos maiores produtores agrícolas mundiais e com clima semelhante ao das Filipinas.Podemos ter entendimentos de cooperação técnica, científica e comercial", afirmou Teresita Barsana. A cana-de-açúcar é uma cultura tradicional das Filipinas, que já produz etanol e determina a adição de 5% à gasolina. Daqui a quatro anos o percentual passará a 10%.

Fonte: Jornal do Commercio

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email